Depilação na Gravidez

Tem dúvidas sobre a depilação na gravidez? Reunimos algumas dicas importantes para você. Acompanhe.

A mulher grávida encontra algumas dificuldades para se depilar que vão desde o tamanho da barriga, que cresce a cada dia, até informações divergentes sobre os métodos ideais para gestantes. Saiba mais agora.

Dicas para Depilação na Gravidez

1 – Depilação a Laser

Se você tem intenção de fazer depilação a laser, saiba que este não é o momento certo para começar. O método do laser pode causar manchas onde for aplicado.

Lembre-se de que os hormônios da mulher gestante propiciam a chance de adquirir manchas e melasmas.

No entanto, para o bebê não há riscos, segundo especialistas. A preocupação mesmo é com a estética da mulher.

2 – Creme Depilatório

Os cremes depilatórios normalmente possuem uma composição de ingredientes fortes e que podem causar alergias e irritação na pele agora sensível da mulher que se torna gestante.

É prudente não fazer isso desse método para evitar a probabilidade de sofrer as consequências de uma reação adversa.

Além disso, sabemos que a depilação feita com creme depilatório não tem uma duração muito extensa. A manutenção precisa ser feita pontualmente, e você já com aquele volume na barriga poderá sofrer para fazer sozinha toda vez.

3 – Depilador Elétrico

O depilador elétrico pode ser utilizado pela grávida, mas com algumas ressalvas. Por ele puxar o pelo desde a raiz, cuide para utilizar o protetor solar recomendado pelo seu médico na área depilada.

Essa depilação faz com que o corpo produza mais melanina e, como já dissemos, a sua chance é muito maior de ter manchas de pele durante a gravidez.

Outro detalhe é que essa forma de depilação costuma ser bastante dolorosa. No período da gravidez, muitas mulheres se sentem mais sensíveis à dor. Então vale fazer um teste antes.

4 – Lâmina de Barbear

Os hormônios da gravidez também são responsáveis por aumentar a quantidade de pelos, o que pode te deixar assustada. Mas, acredite, eles voltam ao normal após os primeiros meses do nascimento do bebê.

Mesmo assim, a tentação é grande de vir logo com a lâmina e resolver o problema. A questão é que o resultado não dura muito.

Poucos dias depois, e os pelos já começam a aparecer, espetar e deixar a gestante irritada. É um método para quem deseja uma solução instantânea e só, para emergências.

Além de tudo isso, existe o fator pelo encravado. Muitas mulheres grávidas se queixam de que os pelos começaram a encravar mais depois que se tornaram gestantes. E agora?

Talvez essa não seja a melhor saída para manter a depilação em dia.

5 – Cera

A cera depilatória é um bom método de depilação para gestante. É importante saber que você sozinha não dará conta de executar, principalmente nos períodos que antecedem o parto.

É muita acrobacia para conseguir um bom resultado. Então procure sempre o apoio de uma profissional de estética para te atender.

A temperatura ideal para a gestante é a morna. Como já dissemos, sua pele se encontra com uma maior sensibilidade no momento, então é melhor não arriscar.

A depilação com cera é um método duradouro e que vai te deixar tranquila por mais tempo para curtir a sua gravidez.

Gostou das dicas sobre depilação na gravidez? Esperamos que sim. Deixe seu comentário abaixo.